Férias nos parques em contato com a natureza e a história

Os parques estaduais mineiros possuem in√ļmeras cachoeiras como esta, no PE do Biribiri

As férias de verão têm nos parques e monumentos naturais gerenciados pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF) espaços ideais para os amantes da natureza passarem momentos de lazer e conhecerem as riquezas que as reservas ambientais proporcionam. São cachoeiras, mirantes naturais, grutas, trilhas, passeios de barco, observação de aves e uma série de atividades que podem ser praticadas por pessoas de todas as idades.

Atualmente, Minas Gerais possui quase 100 unidades de conserva√ß√£o de todas as categorias espalhadas por todo o Estado, que garantem a conserva√ß√£o de cerca de 2 milh√Ķes de hectares de terras nos biomas Mata Atl√Ęntica, Cerrado e Caatinga.

Uma delas é o Parque Estadual do Sumidouro, localizado em Lagoa Santa e Pedro Leopoldo, que além das belezas naturais está com uma programação especial voltada para os visitantes neste mês de janeiro. Serão realizadas oficinas com materiais recicláveis e sementes, exibição de filmes com temática ambiental e atividades de paleontologia, para crianças.

A programa√ß√£o √© gratuita e est√° marcada para ocorrer entre 17 e 20 de janeiro, na Casa Fern√£o Dias e no Museu Peter Lund. O visitante que for ao Parque Estadual do Sumidouro poder√° conhecer ainda a Gruta da Lapinha e a Lapa do Sumidouro, dentre outras atra√ß√Ķes. A unidade de conserva√ß√£o √© tamb√©m muito procurada para a pr√°tica de escalada. Mais informa√ß√Ķes sobre a programa√ß√£o de f√©rias no Sumidouro podem ser obtidas pelo telefone (31) 3689-8592.

Ainda na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), três outras Unidades de Conservação (UCs) administradas pelo Governo de Minas Gerais têm estruturas para receber visitantes interessados nos passeios voltados para a natureza. O primeiro deles é o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, no Vetor Sul da capital, que também tem áreas nos municípios de Nova Lima, Ibirité e Brumadinho. Ele é o terceiro maior parque em área urbana do país e abriga alguns dos mananciais que abastecem a capital.

O mirante Morro dos Veados,  Serra do Rola-Mo√ßa √© um dos pontos de aprecia√ß√£o pelos turistas

A Serra do Rola-Mo√ßa est√° localizada em √°rea de transi√ß√£o entre a Mata Atl√Ęntica e Cerrado e abriga esp√©cies raras da fauna e da flora caracter√≠sticos de ambos os biomas. Os mirantes s√£o muito procurados pelos visitantes em busca das belas paisagens da capital mineira.

Serra Verde a observa√ß√£o de p√°ssaros √© uma das atra√ß√Ķes

No Vetor Norte de Belo Horizonte est√° o segundo: o Parque Estadual Serra Verde, ‚Äúcolado‚ÄĚ na Cidade Administrativa de Minas Gerais. A √°rea conserva um importante remanescente de √°rea verde que contribui para o lazer, a cultura, o turismo, a educa√ß√£o ambiental e a melhoria de qualidade de vida. A ger√™ncia da unidade de conserva√ß√£o desenvolve um programa de educa√ß√£o ambiental que inclui Trilhas Interpretativas, nas quais os participantes t√™m contato com a biodiversidade do local.

Fechando o trio de UCs da RMBH, em Caet√©, a 50 quil√īmetros de Belo Horizonte, est√° o Monumento Natural da Serra da Piedade que √© a unidade de conserva√ß√£o estadual mais visitada de Minas Gerais. O local √© administrado em conjunto pelo IEF e pela Igreja Cat√≥lica, que h√° cerca de 250 anos mant√©m um Santu√°rio no local.

A Rota Peter Lund é uma ótima dica para os apreciadores de história, espeleologia e da natureza. Alusiva ao pesquisador dinamarquês Peter Wilhelm Lund, que realizou seu trabalho em Minas Gerais na primeira metade do século XIX, ela se estende pelo Parque Estadual do Sumidouro e pelos Monumentos Naturais Gruta Rei do Mato e Peter Lund.

Grutas

Pared√Ķes hist√≥ricos tamb√©m fazem parte da preserva√ß√£o encontrada em algumas UCs estaduais

J√° a Gruta Rei do Mato, em Sete Lagoas, √© uma das 50 maiores cavernas de Minas Gerais, de acordo com a Sociedade Brasileira de Espeleologia. Possui 998 metros de extens√£o, dos quais 220 metros est√£o abertos √† visita√ß√£o p√ļblica. S√£o quatro sal√Ķes com pinturas rupestres de aproximadamente 6 mil anos. As forma√ß√Ķes calc√°rias da caverna s√£o raras no mundo. L√°, al√©m das pinturas, foram encontradas ferramentas ind√≠genas petrificadas.

J√° a Gruta de Maquin√©, no Monumento Natural Peter Lund, fica no munic√≠pio de Cordisburgo, terra do escritor Guimar√£es Rosa (1908-1967), onde se localiza a Gruta de Maquin√©. A caverna de 650 metros de extens√£o √© composta por sete sal√Ķes. Um t√ļnel eletr√īnico leva o visitante a modernos pain√©is, v√≠deos e instala√ß√Ķes interativas com curiosidades sobre o local. R√©plicas de f√≥sseis e de ossadas de animais podem ser encontradas. Em Cordisburgo, tamb√©m √© poss√≠vel visitar o Museu Casa Guimar√£es Rosa.

Zona da Mata

Os parques guardam tamb√©m in√ļmeras riquezas culturais e hist√≥ricas

Um dos destinos mais famosos do Estado √© o Parque Estadual do Ibitipoca, localizado nos munic√≠pios de Lima Duarte e Santa Rita do Ibitipoca, na Zona da Mata Mineira. Local de atra√ß√Ķes como a Janela do C√©u, a Ponte de Pedra, Pico do Pi√£o e a Gruta dos Tr√™s Arcos, o Parque possui √°rea de camping, alojamentos e uma infraestrutura que o levaram a ser eleito como 3¬ļ melhor parque da Am√©rica Latina pelo Traveller¬īs Choices em 2013, pelo site de viagens TripAdvisior.

Ainda na Zona da Mata, o Parque Estadual da Serra do Brigadeiro preserva belas √°reas onde predominam a Mata Atl√Ęntica, montanhas e vales, al√©m de diversos cursos d’√°gua que integram as bacias dos rios Para√≠ba do Sul e Doce. A unidade de conserva√ß√£o se estende por oito munic√≠pios, entre eles Araponga e Fervedouro, e possui picos e mirantes muito visitados.

Diamantina

Muito próximo à cidade histórica de Diamantina, na Região do Alto Jequitinhonha, o Parque Estadual do Biribiri é excelente opção para quem quer conciliar a observação da riqueza do município com a natureza. A unidade de conservação protege uma vegetação nativa composta por Cerrado, Campos Rupestres e Matas de Galeria e ainda diversas cachoeiras.

J√° o Parque Estadual do Rio Preto possui uma infraestrutura completa para a visita√ß√£o, sendo poss√≠vel acampar ou alugar um dos alojamentos dispon√≠veis. As paisagens s√£o variadas: cachoeiras com grandes po√ßos, corredeiras, praias de areia fina e branca. Da mesma forma, as atividades s√£o in√ļmeras com graus de dificuldade variados, permitindo que pessoas de todas as idades possam visitar o local. A unidade est√° localizada no munic√≠pio de S√£o Gon√ßalo do Rio Preto, a 53 quil√īmetros de Diamantina.

Mata Atl√Ęntica

A Lagoa Dom Helv√©cio √© uma das atra√ß√Ķes do PE do Rio Doce

O Parque Estadual do Rio Doce, localizado na Regi√£o Leste do Estado, √© a unidade de conserva√ß√£o mais antiga criada em Minas Gerais (1944). A √°rea n√£o foi afetada pelo rompimento da Barragem de Fund√£o, em Mariana, ocorrida em 2015, que atingiu o Rio Doce e mant√©m a exuber√Ęncia de ser a maior √°rea de Mata Atl√Ęntica cont√≠nua do Estado e de abrigar um sistema lacustre, com cerca de 40 lagoas.

No local √© poss√≠vel encontrar esp√©cies raras da fauna e da flora t√≠picos da Mata Atl√Ęntica, conhecer o trabalho realizado no viveiro de mudas, al√©m de desfrutar das belezas proporcionadas pela natureza nas trilhas em meio √† mata e √†s margens da Lagoa Dom Helv√©cio. O visitante tem √† sua disposi√ß√£o √°rea de camping, alojamentos, √°rea com churrasqueiras e outras facilidades.

Tamb√©m em meio √† Mata Atl√Ęntica, s√≥ que no Sul do Estado, na cidade de Lambari, est√° o Parque Estadual de Nova Baden. A unidade tem sua sede na fazenda do alem√£o Am√©rico Werneck, figura hist√≥rica importante na regi√£o, e que foi constru√≠da no s√©culo 19 e reformada em 2017. O Parque Estadual Nova Baden abriga diversos cursos d¬ī√°gua, com destaque para a cachoeira Sete Quedas.

J√° o Parque Estadual do Itacolomi, em Ouro Preto e Mariana, na regi√£o do Quadril√°tero Ferr√≠fero, tamb√©m protege importantes remanescentes de Mata Atl√Ęntica em suas terras, al√©m de valioso patrim√īnio hist√≥rico. Na unidade de conserva√ß√£o podem ser encontrados registros de duas √©pocas da ocupa√ß√£o de Minas Gerais. No final do s√©culo 18, o Pico do Itacolomi serviu como ponto de refer√™ncia, para que as expedi√ß√Ķes chegassem ao local.

O bandeirante paulista Ant√īnio Dias foi um dos primeiros a chegar ao local e a Casa do Bandeirista √© o Centro de Visitantes do Parque, constru√≠da entre 1706 e 1708, √© uma das tr√™s amostras da arquitetura paulista em Minas Gerais. O local tornou-se a Fazenda do Manso que, na primeira metade do s√©culo 20, tornou-se polo de produ√ß√£o de ch√°. O Museu do Ch√° abriga o maquin√°rio alem√£o usado no beneficiamento da especiaria. O ch√° era colhido nas lavouras da fazenda.

Pr√≥ximo a Belo Horizonte, o Parque Estadual Mata do Limoeiro est√° localizado na Serra do Espinha√ßo, a cerca de sete quil√īmetros do Parque Nacional da Serra do Cip√≥, no munic√≠pio de Itabira, distrito de Ipoema. Tamb√©m situado numa √°rea de transi√ß√£o de Mata Atl√Ęntica e Cerrado, a unidade de conserva√ß√£o abriga atrativos tur√≠sticos, com destaque para as cachoeiras Tr√™s Quedas, Pared√£o, Gabriel e Lagoa do Limoeiro, al√©m de corredeiras, mirantes e grutas.

Também na Serra do Espinhaço, o Parque Estadual da Serra do Intendente abriga a imponente cachoeira de Tabuleiro com seus 273 metros, sendo a maior de Minas Gerais. Recentemente, o atrativo e a cachoeira Rabo de Cavalo ganharam nova sinalização e estruturas de acesso, como escadas e pontes, que facilitam a chegada dos visitantes.

No Tri√Ęngulo Mineiro, o Parque Estadual do Pau Furado proporciona aos moradores de Araguari e Uberl√Ęndia espa√ßos de contato com o Cerrado. A unidade realiza trilhas guiadas com alunos de escolas das cidades que podem conhecer um pouco da biodiversidade da √°rea, al√©m de ter contato com a import√Ęncia de proteger a natureza.

Para conhecer mais sobre cada uma das unidades de conserva√ß√£o de Minas, bem como a respeito de informa√ß√Ķes sobre como chegar e os cuidados que devem ser observados antes de viajar, consulte: http://www.ief.mg.gov.br/areas-protegidas

Com informa√ß√Ķes da Ascom/Sisema