Rio Preto: ação conjunta prende suspeito de cometer estupro de vulnerável

Divulgação PCMG

Policiais civis de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, bem como policiais militares, participaram da ação que resultou na prisão de um homem de 38 anos, no município da Zona da Mata mineira.

Na sexta-feira (27/11), policiais civis de Minas Gerais e do Rio de Janeiro, bem como policiais militares, participaram de uma ação conjunta no município de Rio Preto, na Zona da Mata mineira, que resultou no cumprimento de um mandado de prisão em desfavor de um homem de 38 anos, suspeito de ter estuprado uma garota, na cidade de Rio das Flores, no estado do RJ, e de ter praticado tráfico de drogas. O crime teria ocorrido em junho, quando a vítima tinha 12 anos.

Conforme o delegado Thiago Soares Marty, o investigado foi preso no Bairro Atalaia, depois de uma tentativa de fuga. ‚ÄúSegundo informa√ß√Ķes repassadas pela Pol√≠cia Civil do estado do Rio de Janeiro (PCERJ), por meio do delegado de Rio das Flores, Rodolfo Atala, o homem teria invadido a casa da menina, de fam√≠lia humilde, na cidade, onde morou por cerca de quatro meses e teria abusado sexualmente da v√≠tima. Durante tal per√≠odo, teria constrangido a fam√≠lia e transformado a resid√™ncia em uma ‚Äėboca de fumo‚Äô. Cabe ressaltar, ainda, que tais informa√ß√Ķes d√£o conta de que os moradores n√£o tiveram coragem de denunciar o fato √† Pol√≠cia, em raz√£o do indiv√≠duo ser extremamente violento na localidade‚ÄĚ, explicou, complementando que, ainda de acordo com as informa√ß√Ķes, ‚Äúassim que a Pol√≠cia tomou conhecimento dos fatos, libertou a fam√≠lia, mas o suspeito fugiu, na ocasi√£o‚ÄĚ.

Ap√≥s a a√ß√£o, o preso, por quest√Ķes de produ√ß√£o de provas e de processo criminal, foi posteriormente encaminhado √† Delegacia de Pol√≠cia Civil em Rio das Flores, onde responder√° por estupro de vulner√°vel e tr√°fico de drogas, cujas penas somadas chegam a 30 anos de reclus√£o. ‚ÄúEle possui antecedentes criminais por outro caso de estupro e tamb√©m por tr√°fico de drogas, associa√ß√£o para o tr√°fico, porte ilegal de arma de fogo, estelionato, amea√ßa e les√£o corporal‚ÄĚ, concluiu.

Segundo a autoridade policial, a vítima Рque agora possui 13 anos Рestá recebendo tratamento psicológico pelos órgãos de assistência social.

Com informa√ß√Ķes da Assessoria de Comunica√ß√£o ‚Äď PCMG ‚Äď 4DPC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *